Quem estiver passando pela situação de ser removido deve procurar seus direitos.

Por Adília Sozzi

OUÇA!

De acordo com o IBGE, mais de oito milhões de brasileiros moram em áreas com alto risco de desastres, como deslizamentos. Em alguns casos os governos promovem a desocupação destas pessoas, mas é bom lembrar que elas não podem ser tratadas de qualquer forma, estes cidadãos possuem direitos que devem ser garantidos.

Nestes casos o poder público é responsável por possibilitar que estas pessoas vivam em um lugar seguro, e isto não se dá apenas com o albergamento emergencial, é dever oferecer alternativas dignas, já que o Direito à Moradia está garantido no artigo 6º da Constituição Federal.

Quem estiver passando pela situação de ser removido deve procurar seus direitos, um dos caminhos é procurar a Defensoria Pública Federal ou Estadual, que prestam assistência jurídica gratuita para quem não possui condições de pagar os custos de um processo na justiça

Fonte: Rádio Brasil de Fato – Edição: Joana Tavares

 

Os clarins da coragem BLOG DO DIDJO

Bom dia Hoje é aniversário  de Antônio José Santana Martins, conhecido como Tom Zé , compositor, cantor e arranjador brasileiro. É considerado uma das figuras mais originais da música popular brasileira, tendo participado da Tropicália nos anos 1960 e se tornado uma voz alternativa influente no cenário musical do Brasil "Os clarins da coragem Dos nossos heróis Quiseram criar Um Brasil que até hoje não há Liberdade ainda que tarde Porém essa tarde já tarda natais, Natais, demais Cada morro, favela no alto, É um cadafalso Que elege carrascos, Letais, os tais. Ô ô ô ô Minas Gerais, aí dor, aí dor, Ainda ouço, aí dor, aí dor, No calabouço, aí dor, aí dor, Dores demais, punhais e mais Ibiarabaré Abacatu Abacatu Ibiarabaré Abacatu Abacatu Ibiarabaré Abacatu Abacatu Ibiarabaré E que uma geração com ternura Se eduque em firmeza e doçura Os clarins da coragem Dos nossos heróis Quiseram criar Um Brasil que até hoje não há Liberdade ainda que tarde Porém essa tarde já tarda natais, Natais, demais Cada morro, favela no alto, É um cadafalso Que elege carrascos, Letais, os tais. Ô ô ô ô Minas Gerais, aí dor, aí dor, Ainda ouço, aí dor, aí dor, No calabouço, aí dor, aí dor, Dores demais, punhais e mais Ibiarabaré Abacatu Abacatu Ibiarabaré Abacatu Abacatu Ibiarabaré Abacatu Abacatu Ibiarabaré E que uma geração com ternura Se eduque em firmeza e doçura Ibiarabaré Abacatu Abacatu Ibiarabaré Abacatu Abacatu Ibiarabaré Abacatu Abacatu Ibiarabaré" (Compositores: Tom Ze / Albinho Pipi Mucho)
  1. Os clarins da coragem
  2. OMS: Varíola dos macacos no Brasil é ‘muito preocupante’
  3. CANÇÃO DA TERRA
  4. ANIVERSÁRIO DE GIL: DOMINGO NO PARQUE
  5. Dos 12 deputados que votaram contra o piso salarial para enfermeiros, oito são do Partido Novo
Anúncios